Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > Últimas Notícias > Além das modalidades coletivas, atletismo e judô garantem oito medalhas para o IFSul no JIF Nacional
Início do conteúdo da página
JIF NACIONAL

Além das modalidades coletivas, atletismo e judô garantem oito medalhas para o IFSul no JIF Nacional

Nas duas modalidades, atletas do instituto ganharam medalhas de ouro, prata e bronze em diferentes provas

  • Publicado: Segunda, 09 de Outubro de 2017, 12h14
  • Última atualização em Segunda, 09 de Outubro de 2017, 17h11

Além das medalhas de ouro, prata e bronze conquistadas pelos nossos atletas no futsal e handebol feminino e no vôlei e basquete masculino (confira aqui a matéria completa sobre as modalidades coletivas), o IFSul volta dos Jogos dos Institutos Federais (JIFs) com oito medalhas no atletismo e no judô. Nas duas modalidades, o instituto também leva para casa medalhas de ouro, prata e bronze em diferentes provas.

No atletismo, o IFSul chegou ao ponto mais alto do pódio em duas provas, conquistando a medalha de ouro: nos 100m e nos 200m rasos masculino. A prata e o bronze vieram, respectivamente, no salto em distância e no salto triplo masculino. Já no judô, são duas pratas – no peso médio masculino e no absoluto masculino – e dois bronzes – no peso meio leve feminino e no torneio por equipes. As medalhas de ouro do atletismo foram conquistadas pelo atleta Pedro Henrique Corrêa de Castro, e a prata e o bronze pelo atleta Gustavo Dallafávera. No judô, as duas pratas são de Augusto Vogt. A atleta Sheila Nuñez levou o bronze. No torneio por equipes, competiram juntos os atletas do IFSul, do IFSC e do IFPR.

“Pedrinho Bolt” é ouro do IFSul

Confirmando as expectativas de professores e demais atletas, o ouro nos 100m e nos 200m rasos veio para o IFSul. Carinhosamente apelidado de “Pedrinho Bolt” pelos colegas, Pedro Henrique, do câmpus Charqueadas, diz ter colocado a conquista do primeiro lugar no JIF Nacional como uma meta pessoal para este ano, mas que, ainda assim, ficou “sem palavras” com o resultado. “Mesmo treinando por clube no meu estado, diminuí o ritmo de treinos nos últimos tempos quando iniciei meu estágio. Mas mesmo assim, vim aqui e dei o meu máximo nas provas”, comenta o atleta, que venceu as provas com os tempos de 11’6s e 22’9s. Para ele, a conquista do ouro no nacional coroa o seu último ano como estudante de nível técnico do instituto e evidencia a evolução dos seus resultados na competição: no ano passado, Pedro havia conquistado o quarto lugar nos 200m rasos e o terceiro nos 100m. 

Nos 100m, também se classificou para a final o atleta Leonardo Reiter, do câmpus Venâncio Aires. Na prova, ele garantiu o sexto lugar da competição.

Gustavo conquista prata e bronze e segue como recordista no salto em distância

Além de seguir como recordista do salto em distância nos JIFs, Gustavo Dallafávera, do câmpus Venâncio Aires, fez, na competição, a sua melhor marca pessoal do ano, alcançando 6,47m. Embora o resultado seja excelente, o atleta afirma que poderia ter ido além. “Sei da minha capacidade e fui infeliz quando acabei me machucando logo no primeiro salto da prova do triplo e torcendo o tornozelo no aquecimento do salto distância, mas fico feliz de estar me despedindo [dos JIFs] como recordista do salto em distância. Saio de cabeça erguida pois sempre busquei fazer o melhor que pude dentro do possível”, comenta ele, reforçando que cada experiência vivida nas competições o ajudam a crescer cada vez mais como pessoa e atleta. No salto triplo, Gustavo alcançou a marca de 13,28m. 

Para o professor Kenji Fuke, os dois resultados do atleta foram muito bons. “O Gustavo não conseguiu repetir a marca dele do ano passado, mas fez a melhor marca do ano dele aqui. Talvez ele esperasse ir um pouco melhor no salto em distância, mas o salto dele foi muito bom, e o outro menino que ganhou era bom, não se pode desconsiderar isso”, avalia o professor, referindo-se ao campeão da prova, que venceu com a marca de 6,61m.

No salto em altura, embora a medalha não tenha vindo, o professor Kenji destaca que a atleta Paola Carvalho, do câmpus Santana do Livramento, melhorou bastante o seu desempenho na modalidade, no qual ficou em sexto lugar, empatada com a quinta e quarta colocadas. “Ela melhorou cerca de 10 centímetros na sua marca em comparação ao sul-brasileiro”, destaca. Na prova, Paola alcançou a marca de 1,35m; a primeira colocada fez 1,44m.

Problemas no meio do caminho

Em duas provas do atletismo, alguns problemas afastaram nossos atletas do pódio. Nos 800m, Gustavo Peres – que encarou a situação com bom-humor – teve que correr toda a prova sem um dos pares da sapatilha. Logo na saída, o estudante teve o pé pisado por um dos competidores e a sua sapatilha caiu, fazendo com que o atleta completasse a corrida com um dos pés descalços.

No revezamento 4x100m, a equipe do IFSul foi desclassificada após um erro na passagem de bastão. “O nosso revezamento era muito forte, com quatro corredores muito bons (Pedro Henrique, Gustavo Dallafávera, Leonardo Reiter e Vagner Mascarenhas Júnior), e íamos brigar por medalha certamente, porém erramos na primeira passagem e acabamos ficando fora”, comenta Kenji.

Judô traz duas medalhas de prata e duas de bronze para o IFSul

Destaque das provas de judô, o atleta Augusto Vogt, do câmpus Venâncio Aires, avalia que a competição na modalidade estava em um nível mais alto se comparada ao ano passado. “Eu queria o ouro como na edição passada, mas fico bastante feliz com as duas de prata e o bronze. Isso serve como motivação para ano que vem eu chegar aqui mais forte e mais preparado”, destaca o atleta, que conta ter passado por duas lutas difíceis no individual, em que perdeu a primeira e ganhou a segunda, e por quatro lutas no absoluto. No campeonato por equipe, Augusto conta que a expectativa dos atletas se confirmou: “tínhamos dois campeões individuais com a gente; a equipe era forte e nós queríamos medalhar. Foi o que aconteceu e isso deixou todos da equipe bastante contentes”. 

Para a professora Roberta Bermudes, uma das responsáveis por acompanhar os atletas nas competições de judô, foi “arrepiante” acompanhar o estudante até a final. “Lutando com atletas de todas as categorias da competição, ele conseguiu um feito inédito, trazendo a medalha de prata na sua primeira participação no absoluto, com sua determinação, garra, perseverança e suas grandes tomadas de decisão”, destaca.

A docente também ressalta que os estudantes representaram muito bem o instituto nas provas. “Foi emocionante cada luta vivida pelos nossos atletas. Os atletas Augusto, Laura e Sheila revelaram suas possibilidades com uma raça que conseguiram colocar em suas lutas nas categorias individuais”, destaca, acrescentando ter se sentido honrada por poder representar o professor André Fonseca, responsável pelo judô.

No judô, a atleta Sheila Roberta foi outro destaque da competição, trazendo a medalha de bronze na categoria meio leve feminino, até 52 kg. “A atleta ficou muito contente com o resultado, porque ela venceu quatro lutas, perdendo apenas duas”, acrescenta a professora Alessandra Costa.

 

Confira, em lista, as medalhas conquistadas pelo IFSul nos JIFs:

Ouro – Futsal feminino

Prata – Handebol feminino

Bronze – Basquete masculino

Bronze – Vôlei masculino

 

Judô

Prata – Peso médio masculino – Augusto Vogt

Prata – Absoluto masculino – Augusto Vogt

Bronze – Peso meio leve feminino – Sheila Nuñez

Bronze – Torneio por equipes – IFSul, IFSC e IFPR

 

Atletismo

Ouro – 200m rasos – Pedro Henrique Corrêa de Castro

Ouro – 100m rasos – Pedro Henrique Corrêa de Castro

Prata – Salto em distância masculino – Gustavo Dallafávera

Bronze – Salto triplo masculino – Gustavo Dallafávera

registrado em:
Fim do conteúdo da página