Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > Especiais Vestibular > Últimas notícias > 5 dicas para te ajudar a escolher o curso certo ❤
Início do conteúdo da página
#plantãovestiba

5 dicas para te ajudar a escolher o curso certo ❤

Tá difícil decidir? Confira dicas infalíveis para acertar na escolha do curso

  • Escrito por Coordenadoria de Comunicação Social
  • Publicado: Quarta, 01 de Novembro de 2017, 17h38
  • Última atualização em Segunda, 29 de Janeiro de 2018, 09h46

Vestibular chegando, Enem quase aí... Junto com as provas, vem AQUELA dúvida: QUAL CURSO DEVO ESCOLHER???? Indecisão, pressão externa, inquietações quanto ao futuro... É muita coisa ao mesmo tempo na tua cabeça, né?! A gente sabe que essa é uma decisão importante na vida de qualquer estudante. Mas antes de perder o sono por causa disso, dá uma lida no #FicaDica de hoje! Para te dar uma BAITA ajuda nesse momento, conversamos com quem manja do assunto: a Leticia Krause, psicóloga do IFSul. Vamos lá? #RespiraInspiraNãoPira #KeepCalmAndConfereEssasDicas

>>> Já fez a tua pré-inscrição para o Vestibular do IFSul? Então clique aqui e faça AGORA! 😃

1 - A PALAVRA-CHAVE É... AUTOCONHECIMENTO!

O primeiro passo para tomar uma decisão correta é conhecer a si mesmo. Vale a pena se perguntar: do que eu gosto? O que me motiva? Quais temas me empolgam? Reflita também sobre quais matérias da escola você mais curte. Sabe aquela aula que você fica tipo “UAU, ESSE ASSUNTO É DEMAIS”? Então, pode ser uma boa seguir em algo nessa área! Para a psicóloga Leticia, esse é o segredo das escolhas certeiras: “conhecer a si mesmo aumenta suas chances de satisfação pessoal em todas as áreas da vida, não só no âmbito profissional”. Entendeu, né? #KnowYourself

 

2 – NO QUE EU MANDO BEM?

Depois de analisar seus gostos, tente descobrir o que você faz de melhor. Pense em suas habilidades, naquelas coisas que você faz bem e com facilidade! Na hora da escolha do curso, opte por aqueles que vão te permitir desenvolver essas aptidões. Arrasa na cozinha e faz uma sobremesa que todo mundo elogia? Talvez a área da gastronomia seja uma boa! É uma pessoa sociável e gosta muuuito de conversar? Quem sabe cursos que envolvam comunicação sejam a sua praia!

 

3 – PESQUISAR, PESQUISAR, PESQUISAR (E PESQUISAR MAIS UM POUCO!)

Hora de usar e abusar do famigerado Google! Banque o Sherlock Holmes e investigue t-u-d-o sobre o curso que você pensa em fazer. Pesquise a grade de matérias, as áreas do conhecimento estudadas e as possibilidades de carreira pós-formatura oferecidas. Assim, vai ficar mais fácil descobrir se o curso combina ou não com você. 😉#OraOraTemosUmXeroqueRolmes

 

4 – NA PRÁTICA

Ler sobre o curso cogitado ajuda muito, mas nada com a boa e velha prática, né? Por isso, procurar vivenciar experiências em sua área de interesse pode ser uma boa na hora da escolha! Por exemplo: se você pensa em fazer informática, que tal realizar oficinas sobre o assunto antes? Ou, se sua intenção é cursar algo relacionado à moda, que tal participar de eventos da área?

Outra dica interessante é conversar com profissionais já formados ou mesmo participar de feiras de profissões. Aproveite para tirar todas as suas dúvidas! Se possível, faça mais: passe um dia acompanhando o trabalho do profissional e prestando atenção em sua rotina. Se pergunte: eu gostaria de desempenhar essa atividade? Isso combina com meu perfil?

Tudo isso vai te ajudar a ter uma visão mais crítica do curso pretendido. Não esqueça de considerar suas vantagens e desvantagens, seus prós e contras (vale até fazer uma listinha!). “Muitas vezes não imaginamos como é a realidade do dia a dia de uma profissão. Entretanto, é essencial ter uma visão realista, sem fantasias”, destaca Leticia.

 

5 – FIQUE TRANQUILO

A gente sabe que uma das coisas que mais dá dor de cabeça nesse momento é acreditar que se está escolhendo uma profissão para a vida toda. 😱 Mas calma: embora a escolha do curso seja uma decisão importante, nem sempre ela é definitiva. Pode ser que você opte por uma área agora e não trabalhe nela para o resto da vida. E não tem problema nenhum nisso! Preste atenção no que a nossa psicóloga diz sobre o tema: “apesar de os estudantes se sentirem muito pressionados, isso não vai definir suas vidas nem determinar tudo. Sempre é possível mudar depois. Afinal, as coisas mudam, você muda! As possibilidades da vida são muito amplas”. Ouviu, né? #FicaDeBoa 

 

~~> Recado para os pais e mães: como ajudar seu filho na decisão

A psicóloga Leticia chama atenção para a necessidade de abandonar a ideia de “vocação”, de que cada pessoa nasce pré-disposta a exercer determinada profissão. Ela explica que nossas habilidades não nascem com a gente, pelo contrário: são aprendidas e construídas dia após dia, desde o nascimento.

Um modo eficaz de ajudar seu filho a escolher o curso ou a profissão é oportunizar que ele tenha contato com diferentes esferas do conhecimento e o incentive a desenvolver suas habilidades na área que desejar. “O ideal é que a família permita que a criança ou o adolescente se conheça, desenvolva suas próprias ideias e construa sua identidade. Os pais devem proporcionar um ambiente propício a autodescobertas”, explica a psicóloga.

 

Por Isabelli Neckel - CCS/Reitoria

registrado em:
Fim do conteúdo da página